Viagem e primeiro dia em CapeTown: 20101020-21

Saímos de São Paulo na quarta-feira, ontem, 20 de Outubro de 2010, para vir para Cape Town (Cidade do Cabo), participar do WorldWide Innovative Education Forum, que terá lugar de 26 a 29 deste mês. (Na verdade, a Paloma só fica até o dia 26, pois tem de voltar no dia 27 para pegar as meninas na sexta, ao meio dia, para o fim de semana e feriado de Finados. Eu volto no dia 30, sábado).

Enfrentamos um trânsito horrível na Marginal do Tietê. Pensei que iríamos perder o voo. Mas felizmente deu certo (exceto pelo plano de deixar o carro na casa da Patrícia, irmã da Paloma, em Guarulhos: deixamos o carro no longterm parking do aeroporto).

O vôo da South African Airways – SAA (membro da Star Alliance) saiu de São Paulo às 19h, chegando a Johannesburg hoje às 7 da manhã. Como Johannesburg está quatro horas na frente, o voo saiu, na verdade, às 23h, hora daqui. Levou, portanto, oito horas.

No aeroporto de Johannesburg (grande, bonito e organizado) ficamos cerca de duas horas e meia, porque o voo para Cape Town (também pela SAA) saiu às 9h30.

Curioso que passamos pela Imigração sem ter preenchido os papelitos – porque no avião eles se desculparam por não ter os ditos cujos e, no aeroporto, nos disseram que não seria necessário. Nenhuma burocracia. Ganhamos acesso como turistas por 90 dias, até dia 20/01/2011.

Tivemos de pegar nossas malas e passar com elas pela Alfândega, também sem problemas. Depois das alfândegas, entregamos as malas aos funcionários da SAA. 

Chegando ao Terminal de Embarque Doméstico (grudado ao Terminal de Desembarque Internacional) tivemos nossa primeira experiência com a cultura de subdesenvolvimento… À porta da passagem um sorridente nativo nos perguntou qual o nosso portão de embarque. Dissemos. Ele começou a nos guiar. Depois de pouco tempo, percebemos que era totalmente desnecessária a “guiagem”, pois o aeroporto era muito bem sinalizado. Disse a ele que podia deixar que seguiríamos sozinho. Ele disse “At your service, sir!” e meio que estendeu a mão para a gorjeta – apesar de ser funcionário uniformizado do aeroporto. Dei-lhe um dólar, meio a contragosto. No caminho outros se ofereceram para nos guiar.

Ao embarcar para Cape Town aconteceu algo interessante. Tínhamos reservado lugares lado a lado, 11 A e B. No embarque, apresentei os dois bilhetes, e a funcionária, olhando na tela, riscou 11B do meu bilhete e escreveu 4A. Eu perguntei por que e ela disse que eu estava recebendo um upgrade para a Classe Executiva. Nem me perguntou se queria. Disse que queríamos viajar juntos, a Paloma e eu. Ela mandou falar com a Comissária de Bordo. No avião, expliquei a situação para a Comissária, que mandou eu me sentar no local original, dizendo que, se chegasse alguém para aquele lugar, eu deveria remeter-lhe para o lugar da Executiva que me havia sido atribuído (em função de meu status 1K na United). Logo chegou uma senhora moça, simpática, com duas meninas – uma com cerca de 12-13 anos, a outra com  cerca de 8-9. Ela tinha dois lugares na fila 12 e o meu 11E. Expus a ela a situação e a menina de 12-13 virtualmente atropelou a mãe, aceitando ir para a Executiva. Agradeceu, sorriu e para lá foi…

Chegamos a Cape Town na hora do almoço (11h30, horal local, 4 na frente de SP). Fizemos boa viagem.

Tomamos um shuttle bus até o centro da cidade (50 Rand por pessoa, cerca de 12,50 reais). De novo, um monte de gente sorridente e solícita tentando ajudar, em troca de uma gorjeta. Na cidade descemos no Civic Center (ponto final) e tomamos um taxi, dirigido por uma senhora enormemente gorda. O taxi ficou em 50 Rand também (para os dois, neste caso).

Como o checkin no hotel era a partir das 14, almoçamos no hotel e ficamos rodando por ali. Às 14h viemos para o quarto. Eu cochilei um pouco (estava meio exausto, porque peguei um resfriado no caminho) e a Paloma ficou enviando uns e-mails, depois de tomar um banho de banheira.  

À noitinha fomos para o Victoria Wharf, o shopping, no porto, mais lindo e charmoso daqui (o porto todo é lindo). Na verdade, a combinação de mais de 400 lojas e restaurantes é o local mais visitado por turistas em toda a África do Sul, segundo o mapa que recebemos.

Jantamos no Krubmann´s Grill um prato de carne e camarão. Delicioso – mas o serviço deixou a desejar: demorou quase uma hora para o prato principal chegar. Depois a Paloma tomou um sorvete de dulce de leche no Häagen-Dazs.

Voltamos para o hotel numa van do hotel (na qual também fomos para o shopping – 20 Rand ou 5 Reais por pessoa, em cada direção).

Agora estamos aqui no quarto, cada um pagando por um acesso à Internet diferente…

Com isso, termina nosso primeiro dia na África. A primeira vez na África, para nós dois. Essa é a sétima viagem internacional que a Paloma e eu fazemos juntos. Ei-las todas:

Setembro de 2008 – Guatemala

Dezembro de 2008-Janeiro de 2009 – Portugal, França, Suíça, Inglaterra

Julho de 2009 – Estados Unidos (com as meninas)

Setembro de 2009 – Argentina

Janeiro de 2010 – Inglaterra, Alemanha, Portugal, Espanha

Agosto de 2010 – Panamá

Outubro de 2010 – África do Sul

Eduardo

Em Cape Town, no Southern Sun Hotel at the Waterfront, 21 de Outubro de 2010

Anúncios

Sobre Eduardo Chaves

[English] Eduardo Chaves is responsible for this blog. Eduardo Chaves is a writer, lecturer and consultant (private companies, NGOs, schools), and was a professor of philosophy during 45 years, before retiring from the University. Of these 45 years 70% were spent as Professor of Philosophy and History of Education at the University of Campinas (UNICAMP), in Campinas, SP, Brazil, where he worked in the Department of Philosophy and History of Education of the School of Education. His activity as a lecturer and consultant are the interactions between Change, Innovation, and Technology, in special in the area of Education. As a writer, he has been quite active in this over than 30 blogs since 2004. His writing covers the areas of Philosophy, Theology, Education and Politics (especially from the view point of Classical “Laissez-Faire” Liberalism). Secondarily, his blogs also discuss other areas, such as literature, cinema, and, more rarely, the other arts. He also writes on Epistemology and the Philosophy of Science. He was born on the 7th of September of 1943, is married, and has four daughters. He presently lives in a farm in the rural area of Salto, SP, Brasil, with his wife and professional partner Paloma Epprecht e Machado de Campos Chaves, Professor of Education in the Teacher Certification Program of the Federal Institute of Education, Science and Technology in the State of São Paulo (IFSP), Capivari campus. E-mail: eduardo@chaves.pro Portal de Blogs: https://chaves.space/ Fone: +55 (11) 97984-0000 Impressum: Blog published under the responsibility of: Eduardo O E M C Chaves (Ph.D., M.Div., B.D.) E-Mail: eduardo@chaves.pro E-mail: eduardo@chaves.space E-mail: ec@educhv.com E-mail: chaves@liberal.academy Site: https://chaves.space [Português] Eduardo Chaves é o responsável por este blog. Eduardo Chaves é escritor, palestrante e consultor (empresas, ONGs, escolas), tendo sido professor universitário por 45 anos (função da qual está hoje parcialmente aposentado). Desses 45 anos, mais de 70% foram passados como professor de Filosofia da Educação na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), em Campinas, onde por 26 anos foi Professor Titular dessa matéria no Departamento de Filosofia e História da Educação (DEFHE) da Faculdade de Educação (FE). A especialidade em que atua como palestrante e consultor são as interações existentes hoje entre Mudança, Inovação e Tecnologia, em especial na área da Educação. Como escritor, atua principalmente em seus blogs, que cobrem principalmente Filosofia, Teologia, Educação e Política (em especial do ponto de vista Liberalismo Clássico). Secundariamente, seus blogs também discutem outras áreas, como a literatura, o cinema, e, mais raramente, as demais artes. Ele também escreve sobre Epistemologia e Filosofia da Ciência. Ele nasceu em 7 de Setembro de 1943, é casado, e tem quatro filhas. Reside atualmente na zona rural em Salto, SP, Brasil, com sua mulher e parceira profissional, coproprietária deste blog, Paloma Epprecht e Machado de Campos Chaves, professora de educação nas licenciaturas do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), câmpus de Capivari. E-mail: eduardo@chaves.pro Portal de Blogs: https://chaves.space/ Fone: +55 (11) 97984-0000 Impressum: Blog publicado sob a responsabilidade e editoria de: Eduardo O E M C Chaves (Ph.D., M.Div., B.D.) E-Mail: eduardo@chaves.pro E-mail: eduardo@chaves.space E-mail: ec@educhv.com E-mail: chaves@liberal.academy Site: https://chaves.space
Esse post foi publicado em Viagens. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s